Minha Casa Minha Vida: últimos detalhes para beneficiar 300 famílias

Minha Casa Minha Vida: últimos detalhes para beneficiar 300 famílias

Encontro entre Indio da Costa e moradores ocorreu nesta quinta-feira            

A primeira entrega de imóveis pelo Programa Minha Casa Minha Vida da gestão do secretário de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação, Indio da Costa, será realizada nas próximas semanas. Nesta quinta-feira (19), o subsecretário de Habitação, Carlos Portinho, recebeu em seu gabinete o grupo gestor do Condomínio Queluz, em Santa Cruz, para escutar as demandas dos futuros moradores e explicar as próximas etapas. No total, 300 famílias serão beneficiadas.

A entrega das chaves será realizada entre o fim de janeiro e início de fevereiro. No momento, resta apenas a definição da data pelo Ministério das Cidades. Indio da Costa e Carlos Portinho estão em contato com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, para fechar os últimos detalhes.

Além das entregas dos imóveis, a secretaria fará a interlocução com outras pastas com o objetivo de ampliar as vagas em escolas públicas, agilizar o cadastro nas Clínicas da Família da região, buscar novas alternativas para o transporte público, entre outras iniciativas importantes para o desenvolvimento da área. Indio da Costa também recebeu o grupo e reafirmou os pontos abordados por Carlos Portinho.

“Essas famílias, a partir de agora, terão a tão sonhada casa própria. A prefeitura dará todo o apoio que eles precisarem”, afirmou Indio.

Representantes do Condomínio Queluz, Luana Lucier, Elisangela dos Santos, Christian Leslye, Maria Gessuêde Araújo, acompanham de perto os passos até a entrega. Em visita ao local, eles puderam inspecionar a ligação de água, luz, entre outros pontos, todos prontos para receber os moradores.

“Conheço pessoas que se inscreveram no programa há seis, oito anos. Por isso, estava ansiosa por essa entrega. Aguardei por três anos e hoje estou muito tranquila, até pelas informações que chegam até nós e por esse encontro. Agora restam pequenas burocracias para pegarmos nossas chaves tão aguardadas”, contou Luana Lucier.

 

One comment

  • Marilene Carmo da Silva

    By Marilene Carmo da Silva

    Reply

    Boa tarde deputado, sei que o senhor é um homem muito ocupado por isso serei breve, quero fazer algumas sugestões em relação ao programa minha casa minha vida, creio que seria mais justo que as pessoas inscritas no programa fossem contempladas por ordem de inscrição porque por sorteio alguns que se inscreveram recentemente são beneficiadas enquanto que outras que estão inscritas desde o inicio do programa ainda estão na fila outra forma que seria benéfico para as pessoas seria a disponibilidade de áreas (loteamento de terrenos) públicos para que atraves de financiamento pela caixa economica federal (ja existente)e subsidio do governo as pessoas pudessem construir suas casas, onde seria dado um prazo X para construção se a casa não fosse construida ate o final do prazo o lote de terreno seria retomado e entregue a outra pessoa, isso seria mais vantajoso para as pessoas e para o governo pois não precisariam contratar empreiteiras caríssimas para construção dos imoveis apenas fiscais para acompanhar as obras. Pense nisso sr. deputado. Obrigado e que Deus te ilumine. Marilene C. Silva.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>