Eu apoio metrô sem baldeação

Eu apoio metrô sem baldeação

Assine o abaixo-assinado para acabar com a baldeação no metrô do Rio      

O carioca enfrenta grandes problemas com o transporte público no Rio: escassez de veículos, ônibus em condições precária, preço elevado da passagem e a superlotação.

O carioca enfrenta grandes problemas com o transporte público no Rio: escassez de veículos, ônibus em condições precária, preço elevado da passagem e a superlotação. Foto Google
A estação é pequena e estreita, os passageiros enfrentam longo tempo de espera para conseguir concluir a transferência entre as linhas. Foto: Google

Com a Olimpíada, o sistema de transporte público sofreu grandes modificações (BRSs, BRTs, VLTs, etc), tudo feito às pressas e com qualidade duvidosa.

Agora, passageiros enfrentam filas, são espremidos nas estações e têm grande dificuldade para concluir seu trajeto, principalmente nos fins de semana, por conta das baldeações no metrô.

Recebi reclamação de internautas sobre a estação Estácio, onde acontece a baldeação entre as linhas 1 e 2 durante os finais de semana, o que não acontecia durante a Olimpíada.  Os passageiros da linha 2 – Pavuna – precisam fazer transferência para linha 1 e seguir até Ipanema. A plataforma é pequena e estreita, os passageiros enfrentam longo tempo de espera para conseguir concluir a transferência entre as linhas. Um total desrespeito a um dos direitos fundamentais das pessoas: o de ir e vir.

Isso precisa ser avaliado, dimensionado e ajustado com integrações inteligentes e efetivas, pois não houve um planejamento de mobilidade estruturado e discutido com a população. O tema mobilidade precisa receber a importância devida, nossa proposta é melhorar a produtividade do sistema de transportes com informação, inteligência e tecnologia, no entanto, sem cometer um dos maiores erros da atual gestão: não ouvir previamente o cidadão carioca.

Beatriz Maria Ataide elaborou um abaixo-assinado para acabar com a baldeação no metrô entre as linhas 1 e 2 durante os fins de semana, na estação Estácio. Eu apoio!

Assine você também e ajude-nos nessa causa para melhorar a qualidade de vida das pessoas e acabar com o descontentamento com o transporte público:

https://www.change.org/p/metr%C3%B4-rio-de-janeiro-metr%C3%B4-sem-baldea%C3%A7%C3%A3o-no-final-de-semana?recruiter=586399496&utm_source=share_petition&utm_medium=facebook&utm_campaign=share_page&utm_term=mob-xs-supporter_signature_milestone_email-no_msg&fb_ref=Default

 

Indio da Costa diz que fará auditoria em secretarias municipais

Indio da Costa diz que fará auditoria em secretarias municipais

Indio defende maior transparência nas informações da prefeitura do Rio                

_DSC1669
Indio debate plano de governo com empresários da construção civil

O candidato a prefeito do Rio pelo PSD, deputado federal Indio da Costa, conversou na tarde desta quinta-feira com 60 empresários da área da construção civil na sede da Associação das Empresas de Engenharia do Rio, no Centro. A participação de Indio foi um convite da entidade feito a todos os candidatos. No encontro, o grupo entregou ao parlamentar as propostas do setor.

Os empresários apresentaram cinco prioridades a Indio da Costa: respeito aos contratos com a prefeitura, melhorias da gestão pública e do processo de licitação, e prioridade para as obras em andamento e para conservação da cidade. Em seu discurso, o deputado debateu seu plano de governo e respondeu as perguntas da plateia.

– Podem ter certeza: vou cumprir os contratos. Além disso, vou organizar e otimizar a prefeitura. O meu perfil é de gestor. Sou o candidato mais preparado. Sei como fazer. Fui secretário municipal de Administração. Conheço os problemas da prefeitura – ressaltou ele.

_DSC1594
Em entrevista ao Sisep, Indio anunciou que fará auditoria em secretarias municipais caso seja eleito

Indio da Costa também concedeu entrevista ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Rio (Sisep). O candidato anunciou que fará auditoria em secretarias municipais caso seja eleito. Ele defendeu a transparência em informações envolvendo as Organizações Sociais (OS) e empresas terceirizadas.

– A prefeitura tem 57 órgãos de primeiro escalão. É um absurdo. A máquina pública está inchada e cheia de cabos eleitorais do PMDB e de partidos aliados – disse Indio da Costa.

Pela manhã, o candidato esteve no Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, onde conversou com os usuários de ônibus e ouviu as principais reclamações dos passageiros relativas ao sistema BRT.

Projeto de Indio da Costa fortalece segurança pública

Projeto de Indio da Costa fortalece segurança pública

A medida pretende normatizar o planejamento das políticas públicas para a segurança         

O projeto de autoria do deputado Indio da Costa (RJ), vice-líder do PSD, que cria o Plano Plurianual de Redução da Violência e o Planejamento governamental no âmbito da segurança pública (PLP 186/15) foi aprovado por unanimidade pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), nesta quarta-feira (31).

Nossa intenção é tornar o planejamento mais transparente para que os resultados esperados, em cada nível da administração pública, sejam visíveis para a população"
“Nossa intenção é tornar o planejamento mais transparente para que os resultados esperados, em cada nível da administração pública, sejam visíveis para a população”

Segundo o parlamentar, a medida pretende normatizar o planejamento das políticas públicas para a segurança pública e oferecer ferramentas estratégicas para qualificar e potencializar as ações para o setor.

“Nossa intenção é tornar o planejamento mais transparente para que os resultados esperados, em cada nível da administração pública, sejam visíveis para a população. Essa proposta estabelece uma lógica de encadeamento do plano com os orçamentos anuais. Outro objetivo da proposta é tornar obrigatória a existência de instrumentos de monitoramento e avaliação que permitam o acompanhamento da implantação das políticas públicas e de seus impactos na sociedade”, justificou Indio.

De acordo com o projeto, o Plano Plurianual de Redução da Violência que deverá definir os programas, metas e projetos, associados aos indicativos de redução da violência, será elaborado e divulgado pelo Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas – SINESP.

“Em linhas gerais, a proposta institui também: a) prazos de encaminhamento do PPA [Plano Plurianual], LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias] e LOA [Lei Orçamentária Anual], dando autonomia para os entes federados definir seus cronogramas, mas promovendo o encaminhamento mínimo de trinta dias de antecedência do PPA em relação à LOA do primeiro ano de mandato. ”

A matéria trata ainda das sanções para o não cumprimento dos prazos de divulgação de informações sobre o planejamento, monitoramento e avaliação e cria uma sistemática de controle para a divulgação dessa metodologia; e da obrigação de apoio técnico e financeiro para os estados e municípios na implantação, caso torne-se lei.

A implementação do programa será obrigatória para todos os entes federados, observados os seguintes prazos, após a publicação da lei: 180 dias para a União; 360 para estados; dois anos para municípios com mais de 500 mil habitantes; três anos para municípios com população entre 50 mil e 500 mil habitantes; e quatro anos para municípios com menos de 50 mil habitantes.

O projeto segue para análise das comissões e Finanças e Tributação (CFT) e Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara.

 

Violência é tema de encontro entre Indio e Dom Orani

Violência é tema de encontro entre Indio e Dom Orani

Indio da Costa detalhou como funcionaria nova Secretaria de Segurança Pública em seu governo    

O candidato a prefeito do Rio pelo PSD, Indio da Costa, se encontrou nesta terça-feira com o cardeal Dom Orani Tempesta, arcebispo da cidade, no Palácio São Joaquim, na Glória, na Zona Sul.

Acompanhado do vice da chapa, deputado federal Hugo Leal (PSB), Indio foi recebido em um almoço pelo religioso e também por bispos auxiliares e por vigários episcopais.

_DSC1333
Indio da Costa e Dom Orani conversaram sobre os problemas enfrentados pela população do Rio

Indio da Costa e Dom Orani conversaram sobre os problemas enfrentados pela população do Rio. O candidato apresentou as principais propostas de seu plano de governo caso seja eleito, como saúde, educação, transportes e gestão. No entanto, o destaque foi a violência no município. Indio explicou detalhes sobre a criação da Secretaria municipal de Segurança Pública.

– Os órgãos de manutenção da cidade e a guarda municipal vão para a Secretaria municipal de Segurança Pública. Entendemos que uma área degradada atrai a violência. Então, a ideia é trabalhar com a iluminação, cuidar dos parques e jardins e requalificar a guarda para que ela se faça presente. Tudo num trabalho em conjunto – disse.

Segundo Indio da Costa, a nova pasta não aumentará os custos da prefeitura:

– Eu vou criar a secretaria sem nenhum custo a mais e nem para nenhum carioca. Vamos reestruturar o quadro administrativo.

Em junho, Dom Orani passou por um tiroteio. O cardeal permaneceu por dez minutos se protegendo dos disparos, até poder seguir para o aeroporto. O religioso foi surpreendido durante um ataque a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) dos morros Fallet e Fogueteiro, em Santa Teresa, no Centro do Rio. Foi a terceira vez em que ele viveu de perto a insegurança da cidade. Entre setembro de 2014 e julho de 2015, o arcebispo foi vítima de dois assaltos a mão armada.

– A lei federal 13.022 entregou para as prefeituras do Brasil inteiro a responsabilidade de cuidar da vida das pessoas. O que a gente vai fazer é executar essa lei em conjunto com o governo do estado: abrindo as informações dos hospitais e das escolas. Só por ali, a polícia civil tem muita informação para avançar com as investigações que muitas vezes ficam paradas – ressaltou Indio.

O candidato comentou a visita ao religioso:

– Dom Orani foi assaltado duas vezes, ficou em meio a um tiroteio, teve o celular roubado. Conversei com ele e mostrei que, com tecnologia, a gente pode evitar esses assaltos por causa de celular, inutilizando o aparelho e evitando esse tipo de roubo. Esse é um passo importante e é um desafio para o próximo prefeito.

Pela manhã, Indio da Costa fez uma visita técnica pelo sistema lagunar da Baixada de Jacarepaguá a convite do biólogo Mário Moscatelli.

Indio da Costa debate plano de governo com universitários

Indio da Costa debate plano de governo com universitários

Segurança pública, gestão, saúde, educação e transportes são prioridades para Indio           

O candidato a prefeito do Rio pelo PSD, deputado federal Indio da Costa, realizou nesta segunda-feira, uma palestra para 150 alunos da Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), em Botafogo, na Zona Sul. No encontro, Indio apresentou as propostas de seu plano de governo. Ele respondeu a perguntas de estudantes sobre segurança pública, gestão, saúde, educação e transportes. O parlamentar gravou também uma entrevista à TV da instituição.

Indio debate com universitários sobre segurança, gestão, saúde, educação e transportes
Indio debate com universitários sobre segurança, gestão, saúde, educação e transportes

No discurso, Indio da Costa lembrou ainda do aumento abusivo na cobrança do IPTU de imóveis em determinadas áreas da cidade. Além disso, o candidato ressaltou a importância do papel da guarda municipal conforme prevê a lei federal 13.022, aprovada em 2014, mas que até hoje não é cumprida pela atual administração. A corporação fará parte da Secretaria municipal de Segurança Pública, pasta a ser criada caso seja eleito.

– Cada pessoa esfaqueada no Rio também é de responsabilidade da prefeitura. Quero que a guarda municipal seja capaz de proteger as pessoas, como determina a nova legislação, e não apenas o patrimônio público. Nas vias expressas, vamos instalar câmeras de alta precisão para ajudar a polícia e a justiça a identificar os bandidos e prendê-los – disse o deputado.

Paulo Matos, aluno do 7º período de jornalismo, questionou Indio da Costa sobre a Secretaria municipal de Segurança Pública. Ele quis saber se a proposta provocaria aumento de custos nas contas da prefeitura. O candidato respondeu:

– Hoje a prefeitura gasta R$ 1 bilhão para atender partidos políticos com nomeações dentro das Organizações Sociais e em empresas terceirizadas. A minha ideia é redesenhar o sistema administrativo da prefeitura e atender serviços essenciais para a população.

Na saúde, Indio da Costa se comprometeu a priorizar a gestão dos recursos e a transparência em hospitais, postos de saúde e outras unidades com o objetivo de melhorar o atendimento aos pacientes. O candidato destacou que pretende estudar a legalização de imóveis localizados em condomínios e loteamentos por meio de títulos de propriedade.

 

Indio da Costa denuncia abandono da Quinta da Boa Vista e do zoológico

Indio da Costa denuncia abandono da Quinta da Boa Vista e do zoológico

A situação se agrava na Quinta da Boa Vista. A degradação faz parte do cenário turístico do Rio   

O candidato à prefeitura do Rio pelo PSD, deputado federal Indio da Costa, fez caminhada neste domingo na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, Zona Norte. Ele também esteve no Jardim Zoológico, que ficou fechado por três meses este ano por determinação do Ibama devido à precariedade do local. Indio estava acompanhado de seu vice na chapa, o também deputado federal Hugo Leal (PSB). Os dois ouviram reclamações de moradores, comerciantes e visitantes sobre a violência e o abandono da região.

Indio ouve reclamações de moradores, comerciantes e visitantes sobre a violência e o abandono da Quinta da Boa Vista
Indio ouve reclamações de moradores, comerciantes e visitantes sobre a violência e o abandono da Quinta da Boa Vista

– Durante quatro anos, o Ibama informou para a prefeitura que ela tinha de cuidar do zoológico. Notificou a prefeitura e nada foi feito. A prefeitura entregou o zoológico p

ara um vereador administrar. O Ibama teve que fechar para a prefeitura tomar alguma providência. No nosso governo, isso não vai acontecer. O usuário vai nos informar permanentemente de tudo o que acontece. Não vamos precisar de determinação do Ibama. Teremos vergonha na cara para cuidar dos animais – disse o candidato.

O Jardim Zoológico ficou fechado de 14 de janeiro a 7 de março. A abertura só foi autorizada após a Secretaria municipal de Meio Ambiente cumprir as exigências feitas pelo Ibama e pelo Ministério Público, acordadas no Termo de Ajuste de Conduta (TAC). O local abriga cerca de três mil animais e possui espécies em extinção. Em 2015, o órgão aplicou uma multa de R$ 1 milhão por não cumprimento de uma notificação para realizar obras de reforma.

Segundo o Ibama, à época, o zoológico não poderia receber o público por não cumprir funções sociais de educação ambiental e de reprodução de espécies raras. Vários animais estavam confinados em locais pequenos e sem estrutura para realizar suas atividades naturais, entre outros problemas. Neste domingo, alguns visitantes reclamaram das condições encontradas. A área das corujas, por exemplo, estava fechada.

A situação se agrava na Quinta da Boa Vista. Flanelinhas, usuários de drogas e degradação fazem parte do cenário turístico do Rio. De acordo com frequentadores, os assaltos são rotina, principalmente à noite por causa da falta de iluminação. Na manhã deste domingo, não havia policiamento e nem a presença de guardas municipais. O vendedor ambulante cadastrado Walmyr Antunes, de 74 anos, reclamou do abandono:

– A prefeitura não fez nada para a Quinta da Boa Vista. Toda a programação cultural foi transferida para o Parque de Madureira. Nos feriados e em grandes eventos, somos proibidos de trabalhar aqui. Também não temos segurança.

Em seguida, Indio da Costa participou de uma caminhada na Feira de São Cristóvão. O candidato cumprimentou comerciantes e visitantes.

– O prefeito Eduardo Paes, depois de três anos sem ter um gestor no Centro de Tradições Nordestinas, nomeou uma pessoa da associação que representa os comerciantes para ser cabo eleitoral do seu candidato, Pedro Paulo. Está aqui pedindo voto de forma explícita. É o uso da máquina escancarado, um exemplo do que a gente está vendo na cidade inteira. Além de ilegal, isso é imoral – ressaltou Indio.

Indio da Costa participa de encontro com comerciantes em Madureira

Indio da Costa participa de encontro com comerciantes em Madureira

Indio vai intensificar o patrulhamento com guardas municipais em Madureira           

Candidato a prefeito do Rio pelo PSD, o deputado federal Indio da Costa participou nesta sexta-feira de um almoço com os lojistas no Mercadão de Madureira, na Zona Norte. Ele estava acompanhado de seu vice na chapa, o também deputado federal Hugo Leal (PSB), e da presidente nacional do PMB, Suêd Haidar. No encontro, Indio ouviu as principais reivindicações dos comerciantes da região. Entre elas, a falta de segurança e a desordem nas calçadas.

Indio fala com comerciantes sobre prioridades para Madureira
Indio fala com comerciantes sobre prioridades para Madureira

No discurso, Indio da Costa afirmou que para resolver os problemas apontados pelos lojistas intensificará o patrulhamento de guardas municipais. A corporação, segundo ele, será integrada à Secretaria municipal de Segurança pública, pasta que ele criará caso seja eleito. O candidato recebeu reclamações como assaltos, presença de usuários de drogas e ocupação irregular de vendedores ambulantes.

– A Guarda Municipal terá uma presença maior em Madureira. Além disso, usaremos tecnologia, incluindo câmeras de segurança de alta precisão para ajudar o ordenamento urbano. Assim, teremos uma maior fiscalização. Andar nas calçadas de Madureira hoje é uma aventura. Há uma grande rede, com alto lucro, que vendem os mesmos produtos dos comerciantes de forma irregular nas ruas sem pagar imposto. É uma concorrência desleal. Temos espaço para todo mundo trabalhar. Se eleito, vou organizar esse mercado informal. Já fiz isso em Copacabana e Leme, quando era administrador regional – ressaltou o deputado.

Só no Mercadão de Madureira existem pelo menos 600 lojas. De acordo com Pedro Silva, presidente da Associação Comercial do Grande Mercado de Madureira, passam pelo local cerca de 40 mil pessoas por dia. Em datas comemorativas, o número chega a 90 mil consumidores.

– Os camelôs precisam trabalhar, mas não podem quebrar o mercado formal. A fiscalização da prefeitura só passa uma vez por ano por aqui – disse a lojista Conceição da Silva, de 53 anos.

Indio da Costa apontou também como prioridades para Madureira a presença dos serviços essenciais aos moradores, como iluminação pública. Nesta sexta-feira, o deputado também fez uma caminhada pelo bairro do Méier, acompanhado de candidatos vereador da coligação.

 

Indio da Costa cobra aprovação de medidas anticorrupção

Indio da Costa cobra aprovação de medidas anticorrupção

Para garantir que a mesa diretora tramitasse as “Dez Medidas contra a Corrupção”, de iniciativa popular, propostas pelo Ministério Público Federal, apresentei em dezembro de 2015 todas elas, na Câmara dos Deputados.

Indio Dez Medidas
Indio cobra do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, celeridade na aprovação das medidas contra corrupção

Com 1,5 milhão de assinaturas, o então presidente da Câmara poderia aceitar apenas uma delas e excluir as outras. As 10 Medidas são compostas por 19 projetos de lei e uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional).

Agora, com a criação da comissão especial que vai analisar esse pacote de medidas anticorrupção, solicitei ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a inclusão dos projetos na comissão, uma vez que alguns já tem parecer.

Solicito sua participação, assim como fizemos quando fui relator da Ficha Limpa. Use as redes sociais e cobre do seu deputado a aprovação das “Dez Medidas contra Corrupção”.

Indio da Costa anuncia criação da Secretaria municipal de Segurança Pública

Indio da Costa anuncia criação da Secretaria municipal de Segurança Pública

O candidato a prefeito do Rio pelo PSD, deputado federal Indio da Costa, visitou neste sábado o Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara (Cadeg), em Benfica. Ao lado da presidente nacional no PMB, Suêd Haidar, e de candidatos a vereador da coligação, Indio percorreu corredores do local e pediu votos em restaurantes e lojas. O parlamentar participou ainda de uma festa portuguesa e ouviu reivindicações, principalmente sobre a falta de segurança na região. Ele anunciou a criação da Secretaria municipal de Segurança Pública.

O parlamentar participou ainda de uma festa portuguesa e ouviu reivindicações, principalmente sobre a falta de segurança na região.
Indio participou de uma festa portuguesa e ouviu reivindicações, principalmente sobre a falta de segurança na região.

– O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COI), Thomas Bach, deixará do Rio. Ele disse que foi tudo muito bem com os Jogos Olímpicos. Isso é maravilhoso para a cidade! Mas, na Cadeg, como em todo o Rio, as pessoas dizem que a violência está insuportável. E quando a Força Nacional de Segurança e o Exército forem embora? Falta pouco para isso ocorrer. Se eu for eleito prefeito, vou criar a Secretaria municipal de Segurança Pública para trabalhar junto com o governo do estado – afirmou o deputado.

O mercado popular do Cadeg conta com aproximadamente 700 lojas, incluindo restaurantes e estabelecimentos de vendas de frutas, bebidas, decoração e flores, entre outros. Proprietário há 24 anos do tradicional Cantinho das Concertinas, Carlos Cadavez, de 70, o Carlinhos, contou que já foi assaltado várias vezes no bairro.

– Já pedimos policiamento, mas não conseguimos. A guarda municipal poderia ajudar neste patrulhamento. Muitas pessoas deixam de vir aqui por causa da violência – ressaltou Carlinhos.

Segundo Indio da Costa, a Secretaria municipal de Segurança Pública fará o planejamento, o monitoramento, a implantação e a avaliação de políticas de segurança para prevenir o crime e reduzir a violência no Rio.

O mercado popular do Cadeg conta com aproximadamente 700 lojas
O mercado popular do Cadeg conta com aproximadamente 700 lojas

– Nossa proposta passa pela requalificação da guarda municipal e de diversos órgãos da prefeitura para atuar com tecnologia de ponta, dados e fatos processados por um sistema de informações de de inteligência, além de intensificar a presença física da guarda municipal nas ruas – destacou o candidato.

‘A Lei da Ficha Limpa mudou o Brasil’, diz Indio da Costa na Zona Oeste

‘A Lei da Ficha Limpa mudou o Brasil’, diz Indio da Costa na Zona Oeste

O candidato a prefeito do Rio pelo PSD, deputado federal Indio da Costa, participou de uma caminhada nesta sexta-feira por bairros da Zona Oeste da cidade. Ele percorreu o calçadão de Bangu e ruas de Padre Miguel e Campo Grande ao lado do candidato a vice, o também deputado federal Hugo Leal (PSB), e da presidente nacional do PMB, Suêd Aidar, além de candidatos a vereador da coligação. No percurso, Indio defendeu a Lei da Ficha Limpa, da qual foi relator.

Indio da Costa, participou de uma caminhada nesta sexta-feira por bairros da Zona Oeste da cidade.
Indio da Costa, participou de uma caminhada nesta sexta-feira por bairros da Zona Oeste da cidade.

–  A Lei da Ficha Limpa mudou o Brasil e mudou para melhor. Eu respeito muito o Supremo e, de fato, quero fazer uma defesa veemente da lei e dizer que não é uma lei dos políticos ou dos deputados, mas, sim, uma lei da sociedade brasileira que precisa seguir adiante – disse.

A declaração de Indio da Costa ocorreu após um debate travado no Supremo Tribunal Federal (STF). Em sessão na última semana, o ministro Gilmar Mendes disse que a Lei da Ficha Limpa parece ter sido feita “por bêbados”. Já o ministro Luís Roberto Barroso rebateu. Segundo ele, a legislação é “sóbria” e “importante”.

De iniciativa popular, a Lei da Ficha Limpa teve o apoio de vários setores da sociedade e foi aprovada em 2010. Ela determina que as pessoas que tiverem as contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade ficam inelegíveis por oito anos a partir da decisão. A norma também impede a candidatura de condenados pela segunda instância da Justiça.

– Eu não vou entrar nesta polêmica. Tem um ministro que diz que o pessoal estava bêbado, tem outro que diz que é uma lei sóbria. O país depende de políticos que sejam corretos e que tenham como objetivo servir as pessoas e não se servir do poder público. Muito menos aqueles que se candidatavam só para se proteger de um crime que já tinham cometido – ressaltou o deputado.

No calçadão de Bangu, Indio conversou com moradores e comerciantes. O candidato ouviu várias reclamações sobre o aumento do IPTU e a falta de médicos em hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) municipalizadas da Zona Oeste.

Indio ouviu reclamações sobre o aumento do IPTU e ausências de médicos em hospitais da Zona Oeste.
Indio ouviu reclamações sobre o aumento do IPTU e ausências de médicos em hospitais da Zona Oeste.

O parlamentar também pediu votos em Padre Miguel e, depois, participou de um encontro com moradores de um condomínio construído pelo programa “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal, em Campo Grande. No local, onde deveriam haver uma creche ou uma unidade de saúde, como contrapartida da prefeitura, o terreno está vazio.